Publicidade

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Jéssica Pitbull não comparece na festa realizada em Windhoek e a organização exige o reembolso do dinheiro gasto


A 300 Eventos convidou a cantora Jéssica Pitbull para actuar numa das suas festas com o tema “O Problema”, marcada para o dia 18 do mês em curso, na cidade de Windhoek, Namíbia, porém  a cantora não compareceu e a organização do referido evento exige o reembolso dos valores.
“Nós contactámos a Guetto Produções para termos a actuação da cantora Jéssica Pitbull na festa que estava para decorrer no dia 18 de Agosto. Comprámos as três passagens, neste caso a da kudurista e dos agentes, Mestre Ara e DJ Kilamu, cada uma no valor de 116 mil Kwanzas e o pagamento pela actuação seria 50% pago no aeroporto de Windhoek e os outros 50% pagaríamos antes dela (Jéssica Pitbull) subir ao palco. Fizemos um screenshot das passagens já com os check-in feitos e mandámos para o Kilamu e perguntámos se estava tudo certo e a confirmação foi que sim,” disse Estevão Sebastião.
O organizador do evento continuou ao dizer que, um dia antes, Adilson Mendes, que era a pessoa que mantinha contacto directo com o mestre Ara, tornou a perguntar se estava tudo a posto para a viagem e o agente da kudurista respondeu que, tanto ele como o Kilamu, não tinham talão de recenseamento militar e que a autora do hit “Bumbum no Rosto” não tinha cartão de vacina internacional. Para resolver o problema, contactámos o DJ Didinho, que também era convidado da festa, e ele prontificou-se em ajudar a tratar os talões de recenseamento militar e o cartão de vacina internacional. No dia que estava previsto o embarque da cantora, o Didinho telefonou para os agentes (Mestre Ara e Kilamu),ninguém atendeu as chamadas, telefonou  para a Jéssica e ela disse que estava à espera do sinal dos seus agentes. Até o momento, nem o Kilamu, nem o Mestre Ara não atendem as chamadas e nem explicaram quais foram os motivos que os fez perder o voo.
“Nós somos um grupo sério, já estiveram aqui o grupo The Twins e o Preto Show e o procedimento foi o mesmo: 50% do pagamento foi feito no aeroporto, os outros 50% antes da actuação. Eles não dizem alguma coisa, não mandam mensagem, nem atendem os telefonemas. Fomos burlados! Queremos o nosso dinheiro das passagens de volta e mandaremos o recibo com o valor da hospedagem, porque temos esse direito de receber o que nos foi roubado,” disse o organizador do evento.
O Platinaline contactou a Gueto Produções, e resolveram não comentar sobre oassunto.

0 comentários:

Enviar um comentário

.

Copyright © 2017 Chelynews.com | Top Of The Songs Todos direitos reservados-Angola