terça-feira, 25 de setembro de 2018

Músico Robertinho em prisão domiciliária


O músico angolano Fernando Lucas da Silva “Robertinho” cumpre, a partir desta terça-feira, a medida de coação de prisão domiciliar, após estar detido, preventivamente, no Hospital Prisão de São Paulo, em Luanda.
A informação foi avançada hoje, à agencia de noticias de Angola ” Angop” , por fonte afecta ao Serviço Penitenciário (SP).
Com a prisão domiciliar, prevista na Lei/25 de 18 de Setembro – Lei das medidas cautelares em processo penal, Robertinho fica desta forma proibido de sair da sua residência até ser julgado.
O artista, detido desde Maio, por suposto envolvimento em tráfico de droga, nega o seu envolvimento num caso que remonta de Novembro de 2017,data em que Robertinho, quando regressava de uma actividade cultural no Brasil, fazia-se acompanhar de duas malas, uma das quais com nove quilogramas de cocaína supostamente entregue por um desconhecido no aeroporto brasileiro.
Robertinho alega que foi contactado, no aeroporto de Guarrulos, na cidade de São Paulo (Brasil), por um cidadão angolano para transportar uma pasta em seu nome, já que tinha poucos quilogramas.
Natural de Malanje, Robertinho começou a cantar aos 18 anos, no bairro Marçal, em Luanda, tendo integrado o grupo Ébanos, como músico e cantor de apoio.
Emergiu em Angola na década 1980 e em 1991 publicou o seu álbum de estreia “Joana”.
O seu palmares regista várias músicas de sucesso no país, com destaque para “Joana MuKua di Fuba”.
O seu primeiro single, que inclui o tema “Saudades de voltar a Cuba” foi gravado em 1978.
O seu mais recente disco com o título Kakinhento está no mercado desde Novembro de 2016.

0 COMENTÁRIOS:

Enviar um comentário

.

Copyright © Todos Direitos Reservados 2016 - 2018
Site desenvolvido por: António Félix