domingo, 28 de outubro de 2018

Curso de Engenharia de Petróleo em risco de não abrir vagas na UAN por falta de Docentes


O Reitor da maior Universidade pública de Angola, a Agostinho Neto, Pedro Magalhães disse durante um debate em Macau, que a UAN corre sérios riscos de perder algumas para 2019, por causa da falta de docentes, bem como avançou que o campo universitário que dirige tem problemas “sérios” ao nível das infra-estruturas.

Durante um debate em Macau, no âmbito da 1.ª edição do Fórum dos Reitores das Instituições do Ensino Superior da China e dos Países da Língua Portuguesa, neste sábado (27), Pedro Magalhães avançou à Lusa que: “Faltam docentes nos cursos de matemáticas e física. E o curso de Engenharia de Petróleo está em risco de não abrir vagas no próximo ano”.
O responsável da maior e mais antiga universidade angolana afirmou que “existem problemas sérios com as infraestruturas”, lembrando que “a Faculdade de Medicina nunca teve instalações próprias” e que “o campus [universitário] ainda está por concluir”.
Apesar das “dificuldades ao nível da mobilidade” de professores e estudantes que se fazem sentir na instituição, Pedro Magalhães assegurou que a universidade “está disponível para cooperar com a China e países da língua portuguesa”.

0 COMENTÁRIOS:

Enviar um comentário

.

Copyright © Todos Direitos Reservados 2016 - 2018
Site desenvolvido por: António Félix